Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ódio ao Sono

por O Gil, em 24.02.19

O amanhã chama por mim

Mas não terminei o hoje ainda.

 

O sol abandonou a terra

E deu lugar às estrelas da escuridão.

Neste breu antecipo o sono

E um sonho de pesadelos.

A noite espera-me,

Inevitável,

Com o advento de mais um fim

Antes do fim.

Trata-se da morte.

Sempre da morte.

Se não se tratasse da morte

Não estaria vivo.

 

O amanhã chama por mim

Mas não terminei o hoje ainda.

 

Os olhos fecham

E o sono conquista-me.

Assim,

Mais um dia passa,

E mais perto estou do fim.

O sono é a morte de quem quer viver.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:24



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D


Pesquisar

  Pesquisar no Blog